Páginas

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Poesia e mar...






«Uma língua é o lugar donde se vê o mundo e em que se traçam os limites do nosso pensar e sentir. Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.»

Vergílio Ferreira











Fonte: Instituto Camões

Sem comentários:

Enviar um comentário