Páginas

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

DESAFIO MATEMÁTICO






 "Quatro suspeitos de um crime fizeram as seguintes declarações à polícia: 






António: Foi o Carlos.
Bernardo: Eu não fui.
Carlos: Foi o David.
David: O Carlos mentiu quando disse que fui eu.

Sabendo que exatamente uma das quatro declarações é verdadeira, quem cometeu o crime?"



     Resolve até dia 9 de Março 
No Clube de Matemática
 
http://clubedematematicadafonseca.blogspot.pt/
Clica na fotografia
 
   e envia pelo comentário do blogue de matemática. Não te esqueças de te identificar e indicar a tua turma.  A 1ª resposta correta  justificada, ganha 2 bilhetes para o teatro nacional D.Maria II,


 13 de Março -"PIRANDELLO"

Se fores aluno do ED terás outros prémios...
                 Não precisas de fazer uma única conta..


                             Boa Sorte!!


terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Na semana dos afetos, "Os Amores da História" tiveram um destaque especial...



A partir da Biblioteca Escolar, o amor ganhou "corpo" e  percorreu alguns séculos até aos nossos dias.

 Por toda a escola, os alunos deram a conhecer, através da "Literatura ao Vivo",  alguns  dos amores mais célebres  da nossa História Nacional e Universal.




A aia, Professora Anabela Fernandes, anuncia os "Amores da História"




"Pedro e Inês"

Século XIV
D. Pedro,   João Azevedo e  D. Inês de Castro, Carolina Knotz


 
 
Grupo do amor "Pedro e Inês"
 


Bruno Alves, narrador da lenda de amor de "D. .Pedro e D. Inês de Castro" e Carolina Knotz



        
                 "Romeu e Julieta"
 
                           Século XVI

Diz-me e eu esquecerei, envolve-me e eu aprenderei."

Provérbio chinês


 


Romeu, Guilherme Veiga, Julieta, Leonor Saavedra

 
 
"Simão e Teresa"
 
Século XIX


Simão, Rui Ferreira e Teresa, Bárbara Sanatana
 
 
 
 
"Fernando Pessoa e Ofélia"
 
Século XX
 

Cartas de amor de Fernando Pessoa e de Ofélia
Fernando Pessoa, Frederico Vidal  e Ofélia, Ana Borges.
 

Happening na sala de aula

Happening na sala do ED
 

Happening na Direção
 

Happening na Sala de aula


Encontro de amores na nossa Lisboa eterna


"Carrinho das Letras"- divulgação das obras alusivas ao amor
 
 
A psicóloga Paula Perrolas prepara o cestinho com as rifas
 

Amena cavaqueira...

Alguma perplexidade...

A Joana Carvalho distribui poemas de Ricardo Reis
 
Dia da Festa do Amor
 
Amores unidos
 
Público fiel aumentou os seus conhecimentos literários


Docentes e discentes atentos


A nossa BE recebe um público animado.
 


Apresentadores da atividade: Catarina Gonçalves e Bruno Alves
O peso da responsabilidade...
 
Dedicação e alegria

 


Boa disposição do público

Professor Mário Almeida, fotógrafo ao serviço de uma boa causa


 




Amores da História
 
Romeu e Julieta
 


Simão e Teresa
 
Fernando Pessoa, Bruno Teixeira e Ofélia, Ana Borges
 
Antes da atuação, alguns nervos e emoção
 

O Professor João Reis declamou "Adeus", poema da sua autoria

 
O Cant'alto cantou e encantou
 
"Um docinho por um gostinho" - Projeto ÉS"

"Um docinho por um gostinho" - "Projeto ÉS"

"Um docinho por um gostinho"  - "Projeto ÉS"

Para finalizar, com Lisboa como pano de fundo, viveu-se um amor do séc. XXI.

 
 
Ainda a propósito de amor, a  aluna do ED da nossa escola, Rebeca Domingues, 7ºA3, escreveu o texto "Romeo and Juliet and love at first sight", revisto pela profª de inglês, Carla Martinez.
 
Romeo and Juliet and love at first sight
Two teenagers from rival families fell in love in a party (you know the love at first sight cliche). They ended up kissing in the elevator proving that they were madly in love (although they just were like 14 or 15 years old).
A guy (who was anyone else but Juliet's cousin) tried to kill Romeo for being with Juliet and Romeo kills him (back, I suppose).
They had to stay away from each other and Romeo couldn't stand it so he said he would rather die than live without her. But they ended up getting married (while I can't even cross the road by myself).
They wanted to flee so the goddamn father Lawrence proposed Juliet to fake her death (what kind of father is he??!!) (Ah! Ok! He is a Priest. That kind of father) Romeo got to know about her death but didn't know that it was fake. He couldn't live without her so he killed himself. She woke up, saw him dead and killed herself. 
The end
Personal commentary here; How the hell girls can say they want a love story like that? I mean, do they want to end up dead? (insert sarcasm here) Anyways, they kissed and locked eyes, right? So yeah it's romantic enough to be a love story that everyone wants.
Okay, I'm aware that Shakespeare wanted to show that true love was about sacrifice for each other, but not literally right? And c'mon, don't use the "love at first sight" thing, please and thank you.
Escrito por Rebeca Domingues, 7ºA3
Revisto por profª Carla Martinez
 
Favourite Love Song
   To me Give me Love by Ed Sheeran is one of the best songs of love. This song was wrritten by the 23 years old British singer and song-writer, Ed Sheeran.
    Ed Sheeran began early his music career, on 2005 at his 14 years old he released his first Ep, "The orange room" and kept producing Ep's as the years went by.
     In 2011 was when success finally started to knock at his door. He released one of his biggest hits "The A team". The music reports the story of a prostitute who's addicted to Crack, a class A drug.
    In the same year he also released his first album named by a simple +.
    In 2012, our Teddy(that's how some friends call him) sang and co-wrote the song "Everything has changed" with one of his best-friends, Taylor Swift (you go girl!) and helped in the writing of songs for the album of the band (that he's also friends with) One Direction.
    Recently Ed released his second album, X, that got first in UK and USA. He wrote songs to the films "Lord of the rings" and to the film "The fault in our stars."
    Ed Sheeran is an example that hard work and faith can and will lead you to big great things. you just have to run after it.
Give me love is an especial music to me because, at least in my point of view, he doesn't just puts some meaningless words together, he writes what he feels. And the lyrics somehow fit in parts of my life.
This song has a lovely melody and Ed's guitar skills are amazing.
Now here goes a curious fact: This song in the album has 8:46 minutes because there's a hidden track on it! When the song is finished, Ed starts to sing a famous song in Ireland called "Parting Glass". In Ireland people had the habit of singing it at the end of parties or gatherings.
Escrito por Rebeca Domingues, 7ºA3
Revisto por profª Carla Martinez
 
 
Louvamos a entrega e a dedicação de todos os alunos e professores que ajudaram a escrever mais um dia de amor na história da nossa Biblioteca Escolar.
 
Agradecimento especial ao Museu Nacional do Teatro.
 
 





 Vencedor 
 da Atividade da  Exposição de Matemática, 
"Sempre Houve Problemas"
  

Parabéns!!!
 Guilherme Candeias - 6º A2

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Efeméride




A 23 de fevereiro de 1987, morre, em Setúbal, o compositor português de música de intervenção, José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos, mais conhecido por Zeca Afonso.


                                                                                                                                            in "Leme"










segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Dia 4 de Março, pelas 14h30m, no Auditório da Biblioteca da Escola Secundária de Fonseca Benevides, tem lugar a palestra "Educação: Inquietações e Esperanças", proferida por Fernando Carneiro,
“A educação como sistema de poder e opressão, gera sistemas de inclusão e  exclusão, como mecanismo reprodutivo de uma visão do mundo que triunfou em determinada sociedade. Importa assim conhecer os sistemas alternativos e concorrentes, pensando na dicotomia dos modelos formais e informais de educação e em que medida existe uma comunicação mais ou menos assumida entre os mesmos  - As hierarquias na educação- Socialização e educação-  o cidadão como veículo de educação- O problema das instâncias de certificação- A globalização entre a perigosa normalização e a possibilidade de uma contribuição democrática e ecuménica - O prazer e a violência de aprender- O  melting pot do New Age.-  O direito à diferença e o seu factor de exclusão - Cultura de elite e cultura de massas - O culto do ego e a falência das ideologias.”